Inflamado pelo PT fluminense, Lindbergh vai cair na estrada

Mais duas demonstrações claras de que Lindbergh não irá abrir mão do objetivo de ser o próximo governador do estado foram dadas nos últimos dias. A principal delas, no último final de semana, quando membros do PT fluminense se reuniram para declarar em massa o apoio ao projeto político para levar Lindbergh ao Palácio Guanabara. Para os petistas, se o partido é o protagonista na aliança nacional com o PMDB, é chegada a hora de deixar o status de coadjuvante na esfera estadual, mesmo que isso custe o rompimento com a base aliada ao atual governador Sérgio Cabral e do prefeito do Rio, Eduardo Paes.

Nomes de peso do PT no estado como os deputados federais Luiz Sérgio, Benedita da Silva e Edson Santos devem colocar o pé na estrada e integrar a caravana já anunciada por Lindbergh para depois do próximo carnaval. Trata-se da “caravana da cidadania”, inspirada nas viagens feitas pelo ex-presidente Lula entre 1993 e 1994 e que pretende percorrer até o início da campanha eleitoral de 2014 os 92 municípios do estado. O primeiro destino já foi anunciado: Japeri, na Baixada Fluminense.

Curiosamente, o município é uma das bases eleitorais do deputado estadual petista Zaqueu Teixeira, um dos últimos nomes da executiva fluminense a não embarcar ainda na tal “caravana” de Lindbergh, talvez por ainda acreditar que receberá de Cabral a Secretaria Estadual de Assistência Social, que era ocupada pelo prefeito eleito de Niterói, Rodrigo Neves, que apesar de petista roxo, joga no time dos fiéis a aliança com o PMDB.

Outros deputados estaduais que fazem parte da base aliada ao governo na Alerj já não escondem o seu desejo de levar o PT ao comando do estado e é através destes parlamentares que Lindbergh irá costurar os apoios na região metropolitana e no interior. Gilberto Palmares, Inês Pandeló e Robson Leite são grandes simpatizantes do projeto.

Toda e qualquer arma se faz importante para convencer a presidenta Dilma a abrir mão da aliança com o PMDB na esfera estadual ou até mesmo que ela venha a convencer ao atual governador e o vice e também candidato, Pezão, a apoiar a candidatura de Lindbergh em nome da unidade desta parceria.

Outubro Rosa