Hospital de Belford Roxo inaugura espaço Madre Teresa de Calcutá

No local criado em homenagem às mais de duas mil vidas salvas,  funciona uma espécie de galeria com depoimentos dos profissionais da unidade.

O Hospital Fluminense, em Belford Roxo, realizou na sexta-feira (18/6), a solenidade de inauguração do Espaço pela Vida Madre Teresa de Calcutá, em homenagem às mais de duas mil vidas salvas após covid-19. No local funciona uma espécie de galeria com depoimentos dos profissionais da unidade. 

O pátio é multidisciplinar onde irá receber ações e eventos paralelos das seguintes Secretarias: Saúde; Assistência Social, Cidadania e Mulher; e Esporte e Lazer, além da Clínica da Mulher.

Em seu discurso, o prefeito Wagner dos Santos Carneiro, o Waguinho, celebrou a vida das pessoas e fez uma reflexão às famílias que perderam seus entes queridos. “A doença é real, mas através da medicina também existe a cura. Nossos hospitais e equipes médicas estão sempre trabalhando e levando esperança para as pessoas. Além disso, vem aí o Complexo da Saúde, obras nas duas UPAs Bom Pastor e Lote XV, licitação de mais uma maternidade”, anunciou Waguinho enquanto lembrava o segundo lugar da cidade em todo Brasil que mais salva vidas na pandemia. “Estamos atuando firme na vacinação com o objetivo de imunizar toda a população de Belford Roxo”, acrescentou.

Leia também: Assistência Social de Duque de Caxias inaugura o Conselho Tutelar Itinerante

“Quando o público e o privado se unem, o SUS é possível”, com essa frase o presidente do Grupo Hospitalar Fluminense, Leandro Santoro, abriu a solenidade. “Nesse momento tão difícil estamos focados em salvar vidas. Para complementar esse trabalho, surgiu o Centro Avançado de Acolhimento Multidisciplinar Pós-Alta Hospitalar, que intensifica os cuidados necessários para uma total recuperação”, explicou Santoro, que logo em seguida agradeceu a toda a equipe da unidade. A médica Luana Santos, que atua na unidade, contou a história da Madre Teresa de Calcutá e o diretor médico Raphael Abdala falou sobre o desafio à frente da unidade no tratamento de covid-19.

 “O número de vidas salvas é grande, pois ainda temos as altas das nossas outras três unidades de pronto atendimento”, resumiu o secretário de Saúde, Christian Vieira. A secretária de Assistência Social, Cidadania e Mulher, Brenda Carneiro, destacou a infraestrutura que a gestão proporciona aos moradores. “Estamos entrando com o serviço de convivência que avançou muito levando qualidade de vida às famílias já referenciadas pelos equipamentos”, concluiu.

MEDCOR Exames Cardiológicos