Poder executivo de Duque de Caxias encaminha duas mensagens à câmara

Nesta terça-feira (11/5), os vereadores da Câmara Municipal de Duque de Caxias se reuniram virtualmente para a realização da sessão ordinária, presidida por Celso do Alba (MDB). O primeiro secretário, Claudio Thomaz, fez o anúncio dos trabalhos via Expediente do Dia, que inclui dois vetos totais do Poder Executivo Municipal, projetos de lei e indicações parlamentares.

 

 O primeiro veto é referente a mensagem 019/2021, na qual o prefeito, Washington Reis (MDB), veta totalmente o Projeto de Lei complementar, que dispõe, sobre a obrigatoriedade da administração pública municipal, em realizar um processo licitatório sobre regime de concessão ou permissão, somente com prestadoras de serviços que utilizem modelo de transporte coletivo elétrico, ou veículo movido a gás natural e biodiesel, incluindo, categoricamente, a necessidade da disposição do acesso e acentos, de maneira a garantir ao usuário, com deficiência ou mobilidade reduzida, o cumprimento da Lei 13.146/2015 e inserindo a necessidade da utilização de ar condicionado e a tarifa única.

Leia também: Câmara de Duque de Caxias discute demandas que beneficiem o município

Já a mensagem 020/2021, que também foi encaminhada pelo prefeito, é sobre o veto total, relacionado ao PL 010/2021, que dispõe, no âmbito de Duque de Caxias, a obrigatoriedade de incluir no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19, pessoas com deficiência e as categorias profissionais que também possuem alguma deficiência.

O idealizador do PL, referente a criação e disponibilização de um aplicativo gratuito e compatível com os sistemas Androide e IOS, a fim de viabilizar o agendamento, confirmação e cancelamento de consultas e exames nas unidades da Rede Municipal de Saúde, é o vereador Alex Freitas (SD). O líder da bancada do Partido Solidariedade também apresentou um requerimento à Mesa Diretora, para que a Secretaria Municipal de Educação seja regimentalmente oficiada, de acordo com o art. 110 do Regimento Interno da Câmara Municipal de Duque de Caxias. Essa atitude do vereador - que é o presidente da Comissão Permanente de Educação – visa obter esclarecimentos referentes ao funcionamento de creches da Rede Municipal durante a pandemia.

As mulheres estão fazendo a diferença no parlamento municipal de Duque de Caxias. A vereadora, Deisi do Dino (PSL), é a autora da indicação que almeja a construção de uma clínica escola, para atender crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA), na Fundação Cristo Redentor, situada na Cidade dos Meninos (2º distrito). Ainda para o 2º distrito, a vereadora, Drª Fernanda Costa (MDB), indicou que seja construída uma creche no Jardim Balneário Ana Clara. Delza de Oliveira (Patriota) solicitou que seja feita uma reforma, com manutenção dos brinquedos e equipamentos de ginástica, na Praça da Guaíra, em Sarapuí (1º distrito). E Rosinha Lima (MDB) requer a intervenção da Prefeitura, com objetivo de disponibilizar uma ambulância para atender as demandas da UBS Doutor José de Freitas, situada na Vila Operária, 1º distrito.

O vereador, Marquinho da Pipa (MDB) almeja que seja feita uma reforma geral na creche e pré-escola municipal, Professora Amanda Álvaro Alberto, em Nova Campinas. Já o seu colega de partido, vereador Alex da Juliana do Táxi, é o idealizador da indicação parlamentar que visa conceder títulos de propriedade de imóvel para os moradores do Condomínio Novo Horizonte, no Parque Beira Mar (1º distrito).

Sandro do Sindicato (SD), anseia que a Prefeitura construa um “Centro de Formação Profissional” no bairro Pilar, com o objetivo de formar mão de obra especializada para atuar na Reduc.

As Ruas J, L, M, N, O, P, Q, R, S, T, U, V, X e Z, localizadas no Conjunto Vinte e Dois de Abril, em Imbariê (3º distrito), estão inclusas na indicação do vereador, Nivan Almeida (PT), para receberem o sistema de iluminação com lâmpadas de led, substituindo as atuais lâmpadas de vapor de sódio.

 

Um clamor é levantado pela Câmara

Um clamor e levantado pela Camara Art Video Victor HugoNo último sábado (8/5), alguns membros da Igreja Metodista no Pilar, a pedido do vereador Dr. Maurício (Avante), levantaram um clamor pela Câmara Municipal de Duque de Caxias, no plenário Vilson Campos Macedo.

A iniciativa do vereador é atribuída aos últimos acontecimentos ocorridos com integrantes da Casa, no início desta legislatura. “No final de 2019, comecei a minha caminhada na Igreja Metodista. Entreguei a minha vida pessoal e política para Deus. Na época, eu não era candidato e o pastor Romeu me disse que tinha um ministério na minha vida e que, em janeiro, eu assumiria o mandato. Fiquei na primeira suplência e, como ele profetizou, assumi essa vaga na vereança. E foi neste mesmo momento que o pastor falou que Deus tinha o tocado para orar pelos vereadores e pelo prefeito da nossa cidade”, explicou Maurício, que assumiu a cadeira deixada pelo atual secretário Municipal de Meio Ambiente e Proteção Animal, Marcos Tavares.

Dr. Maurício conta, ainda, que houve demora para a igreja ir à Câmara e, por causa disso, ouve alguns acontecimentos ruins envolvendo membros do parlamento. “Tivemos um vereador assassinado e o vereador Jackson Wagner (PSD), que sofreu um grave acidente doméstico. Isso incomodou muito a mim e ao pastor, foi então que decidimos nos reunir para orar por toda Duque de Caxias”.

“O Senhor revelou, que assim que o Dr. Maurício assumisse, nós deveríamos vir aqui fazer um culto de gratidão por essa nova história na vida dele, e também declarar a benção de Deus sobre o marco zero da cidade, que é a Câmara. E daqui liberar uma palavra de benção para o município, orar pela população e pelos administradores. Estamos cumprindo uma ordem de Deus e que haja outras oportunidades de estar aqui clamando”, comentou o pastor Romeu Carlos Moreira.