coluna saude roberto daiub

Ferritina

  • Published in Saúde

O ferro no interior da ferritina é facilmente utilizável quando necessário

A ferritina é uma proteína existente em praticamente todas as células do corpo, mas em maior quantidade no fígado, na medula óssea e no baço. Notadamente os órgãos que fazem parte do metabolismo ligado ao ferro.

O ferro elementar, livre, seria tóxico para nossas células então a maravilhosa engenharia da natureza colocou a ferritina, uma proteína, para que o ferro seja estocado e circule sem causar danos. O ferro no interior da ferritina é facilmente utilizável quando necessário.

Além do metabolismo do ferro, a ferritina é considerada uma proteína de fase aguda de inflamação. Ou seja, ela se eleva quando o corpo se inflama por algum motivo.

Pacientes com obesidade, síndrome metabólica, inflamações hepáticas crônicas especialmente as alcoólicas, doenças malignas, infecções, traumas e algumas doenças raras ligadas a hereditariedade, cursam com elevação da ferritina na corrente sanguínea.

A ferritina baixa está ligada normalmente a baixos estoques de ferro, devendo ser investigada a origem.

MEDCOR Exames Cardiológicos
MEDCOR Exames Cardiológicos